Porta-voz nega que meio ambiente ganhe prioridade em relação à Previdência

Otávio Rêgo Barros afirmou que mesmo com desastre em Brumadinho, prioridade ainda é a questão previdenciária

São Paulo – O porta-voz da Presidência da República, Otávio Santana do Rêgo Barros, afirmou nesta terça-feira, 29, que mesmo com o desastre do rompimento da barragem da Vale em Brumadinho (MG) a questão ambiental não terá prioridade em relação à Previdência.

“É óbvio que ele (presidente) está muito preocupado com esta questão da Previdência, mas no devido momento e de forma coordenada vai expressar sua orientação para os nossos ministros e estes ministros vão estudar a melhor maneira de vocalizar junto ao nosso Congresso”, afirmou o porta-voz do Planalto.

Questionado se o presidente fez algum comentário em relação ao desastre em Brumadinho, Rêgo Barros disse que “por óbvio” o presidente não falou nada e nem poderia falar. “A tragédia aconteceu na sexta-feira, no sábado nos deslocamos para Brumadinho e no domingo ele deu entrada no hospital”, disse.

Rêgo Barros destacou ainda que o presidente não tem acompanhado o noticiário de televisão e que permanece em repouso. Amanhã às 7 horas ele reassume a Presidência.