Políticas de Trump podem ser úteis ou prejudiciais, diz Fed

Dirigente do Fed de Dallas disse acreditar que a política monetária, sozinha, não é capaz de impulsionar o crescimento econômico

Nova York – O presidente do Federal Reserve (Fed, o banco central norte-americano) de Dallas, Robert Kaplan, afirmou hoje que parte das políticas econômicas propostas pelo presidente eleito Donald Trump durante sua campanha podem ser benéficas ao país, ao passo que outras podem, “na verdade, se mostrarem prejudiciais”.

Em entrevista à Fox Business, o dirigente disse acreditar que a política monetária, sozinha, não é capaz de impulsionar o crescimento econômico, e que políticas fiscais que permitem maior gasto em infraestrutura, além de reformas estruturais, podem ajudar nesse sentido.

“Parte do meu trabalho é levar essas medidas em consideração”, afirmou, acrescentando ter mente aberta sobre o tema.

Kaplan argumentou, por outro lado, que os formuladores de política monetária não deveriam ignorar os altos níveis de endividamento do governo norte-americano, que podem subir ainda mais nesse caso. “Precisamos ter em mente a enorme dívida (do governo)”, disse.

Nos últimos meses, Kaplan vem afirmando acreditar que o BC deveria começar um processo gradual de remoção “de parte da acomodação”. Nesta sexta-feira, ele notou que “o sentimento é o mesmo em relação a reunião de dezembro” do Fed.

Kaplan não tem poder de voto este ano, mas fará parte do Comitê Federal de Mercado Aberto (Fomc) em 2017.

Quando questionado se a economia vive ou caminha para uma recessão, o dirigente afirmou que não, uma vez que o consumo nos EUA está forte e que existem progressos, ainda que lentos, na questão da inflação.

Para ele, o crescimento econômico estava fraco em comparação com tendências históricas. “Gostaria de ver políticas que focassem nessa questão”, disse.