Política cambial tem tido sucesso e arsenal do BC é amplo, diz Campos Neto

Para Campos Neto, o real tem se comportado "mais ou menos" em linha com as outras moedas.

O presidente do Banco Central, Roberto Campos Neto, avaliou nesta quinta-feira que a política cambial do BC tem tido sucesso em garantir liquidez no mercado e é consistente com o propósito da autarquia.

Para Campos Neto, o real tem se comportado “mais ou menos” em linha com as outras moedas.

“Entendemos que a política de intervenção está atendendo ao seu propósito e, de novo, temos arsenal muito grande, acompanhamos a negociação da moeda, tentamos identificar onde está a demanda, se ela está mais no mercado futuro, se ela está mais no mercado à vista”, afirmou em entrevista coletiva virtual para comentar o relatório trimestral de inflação, acrescentando que o BC não tem “nenhum preconceito em usar nenhum tipo de instrumento”.

De acordo com Campos Neto, o BC acredita que há momentos em que tem que atuar com maior intensidade, sempre acompanhando a performance relativa da moeda.

Veja também

Sobre as reservas internacionais, o presidente da autoridade monetária disse haver interpretação “às vezes muito assimétrica” sobre o que é o seguro proporcionado por esse estoque, e que o tema é bastante discutido dentro do BC.

“Obviamente, você quando tem um estoque de reservas e o câmbio desvaloriza, você tem um seguro que é implícito nisso que está na sua dívida líquida, porque o valor da sua reserva sobe e a sua dívida cai”, afirmou.

“Então obviamente quando o câmbio desvaloriza já tem um seguro implícito na baixa da dívida porque você está com ativo em dólar que se valorizou sendo ‘fundeado’ (financiado) por um ativo em reais”, acrescentou.