Pilhas de notas para comprar um frango: a hiperinflação na Venezuela

Um fotógrafo da Reuters foi a Caracas e registrou a quantidade de dinheiro necessária para comprar produtos básicos no país

São Paulo – A Venezuela está em feriado nacional nesta segunda-feira (20) para a introdução de uma nova moeda.

Sai o Bolívar forte e entra o Bolívar soberano, com cinco zeros a menos, mas as duas moedas vão coexistir por um tempo – uma receita para a confusão.

Na última sexta-feira (17), venezuelanos formaram longas filas e lotaram as lojas preocupados em se abastecer diante das incertezas com a mudança.

O presidente Nicolas Maduro se diz vítima de uma “guerra econômica” e promete que a nova moeda vai resolver o problema da inflação.

No sábado (18), ele também anunciou uma nova taxa de câmbio única atrelada à criptomoeda petro, equivalente a 60 dólares em barril de petróleo venezuelano.

Isso desvalorizaria efetivamente a moeda em 96%, o que economistas apontam como um novo estímulo à disparada de preços.

A estimativa do Fundo Monetário Internacional (FMI) é que a inflação no país chegue a 1 milhão por cento em 2018; o governo não publica dados oficiais.

O resultado de tudo isso é que hoje são necessárias pilhas e pilhas de dinheiro para comprar produtos básicos.

A única exceção é a gasolina: um litro do produto custa 1 bolívar, enquanto uma xícara de café custa 2,2 milhões. Mas a exceção para o combustível também será revista, segundo o governo.

O fotógrafo Carlos Garcia Rawlins, da Reuters, foi a Caracas e registrou a quantidade de dinheiro necessária para comprar cada produto, usando como preço de referência um pequeno mercado informal. Veja as fotos:

Sabonete e pilhas de bolívares em Caracas, na Venezuela Barra de sabonete = 3.500.000 bolívares = 0,53 dólares = 2,09 reais

Barra de sabonete = 3.500.000 bolívares = 0,53 dólares = 2,09 reais (Carlos Garcia Rawlins/Reuters)

 

Quilo de carne e pilhas de bolívares em Caracas, na Venezuela Um quilo de carne = 9.500.000 bolívares = 1,45 dólares = 5,73 reais

Um quilo de carne = 9.500.000 bolívares = 1,45 dólares = 5,73 reais (Carlos Garcia Rawlins/Reuters)

 

Um frango de 2,4 quilos e pilhas de bolívares em Caracas, na Venezuela Frango de 2,4 quilos = 14.600.000 bolívares = 2,22 dólares = 8,78 reais

Frango de 2,4 quilos = 14.600.000 bolívares = 2,22 dólares = 8,78 reais (Carlos Garcia Rawlins/Reuters)

 

Um quilo de tomates e pilhas de bolívares em Caracas, na Venezuela Um quilo de tomates = 5.000.000 bolívares = 0,76 dólares = 3 reais

Um quilo de tomates = 5.000.000 bolívares = 0,76 dólares = 3 reais (Carlos Garcia Rawlins/Reuters)

 

Um quilo de queijo e pilhas de bolívares em Caracas, na Venezuela Um quilo de queijo = 7.500.000 bolívares = 1,14 dólares = 4,51 reais

Um quilo de queijo = 7.500.000 bolívares = 1,14 dólares = 4,51 reais (Carlos Garcia Rawlins/Reuters)

 

Um pacote de fraldas e e pilhas de bolívares em Caracas, na Venezuela Pacote de fraldas = 8.000.000 bolívares = 1,22 dólares = 4,82 reais

Pacote de fraldas = 8.000.000 bolívares = 1,22 dólares = 4,82 reais (Carlos Garcia Rawlins/Reuters)