PIB do agronegócio cresce 0,11% em junho, diz CNA

Alta acumulada foi puxada, principalmente, pelos setores básicos, com aumento de 4,04%, de insumos, com 1,84%, e da distribuição, com alta de 1,57% no semestre

Ribeirão Preto – O Produto Interno Bruto (PIB) do agronegócio cresceu 0,11% em junho e acumula alta de 1,9% no primeiro semestre de 2014, segundo levantamento da Confederação da Agricultura e Pecuária do Brasil (CNA) e do Centro de Estudos Avançados em Economia Aplicada (Cepea), da Escola Superior de Agricultura Luiz de Queiroz (Esalq/USP).

A alta acumulada foi puxada, principalmente, pelos setores básicos, com aumento de 4,04%, de insumos, com 1,84%, e da distribuição, com crescimento de 1,57% no semestre.

“Um dos fatores para a alta do PIB da agropecuária no semestre foi a expansão do faturamento médio da atividade, de 5,91%”, destacou a CNA.

Em linha com o segmento industrial geral, a agroindústria segurou a alta no PIB do agronegócio, mas ainda registrou crescimento de 0,10% no primeiro semestre.

A agroindústria para a agricultura recuou 0,57% no período e o segmento agroindustrial só teve resultado positivo, segundo o levantamento, por conta da alta de 4,54% do PIB da indústria da pecuária na primeira metade de 2014.

Na abertura dos dados, o PIB da agricultura recuou 0,28% em junho e acumula alta de apenas 0,60% em 2014.

O segmento primário na agricultura cresceu 2,91% no primeiro semestre e foi o principal responsável pelo desempenho da cadeia produtiva agrícola.

Já os segmentos de insumos e distribuição para a agricultura tiveram variação, no acumulado de janeiro a junho, de 0,98% e 0,08%, respectivamente.

O destaque no período foi o algodão, com aumento 31,72% na receita, por conta dos preços e da produção.

Pelos mesmos motivos, outros produtos também tiveram bom desempenho, como o cacau (53,91%), laranja (46,57%), soja (10,45%), banana (4,78%) e arroz (4,10%).

O café e a uva registram expansão no ano, de 8,89% e 4,51%, respectivamente, impulsionados basicamente pela alta das cotações. No caso do trigo, o maior volume de produção explica a alta da receita de 34,81% no primeiro semestre.

Já o PIB da pecuária cresceu 0,97% em junho e tem aumento acumulado de 4,90% nos seis primeiros meses de em 2014.

O PIB do setor básico da pecuária avançou 5,52% no primeiro semestre, o da distribuição cresceu 4,54% e o PIB de insumos para o segmento registrou alta de 3,12% no período.

Segundo a CNA e o Cepea, os destaques nessa cadeia foram a pecuária de corte, de leite e a avicultura de postura com crescimento no período, de 16,24%, 18,88% e 11,39%, respectivamente.

Já a suinocultura registrou variação de 5,81% na receita, com o aumento de preços na atividade no semestre.