PIB da Grécia recua 7% no quarto tri de 2011

Produto interno cai mais após um declínio de 5% nos três meses anteriores

Atenas – A economia da Grécia encolheu a uma taxa anual de 7 por cento no último trimestre de 2011, conforme a recessão se aprofundou, após um declínio de 5 por cento nos três meses anteriores, mostraram estimativas preliminares do serviço de estatísticas do país (ELSTAT) nesta terça-feira.

A projeção, baseada em dados sem ajustes sazonais, significa que a economia se contraiu a uma taxa média de 6,8 por cento no conjunto de 2011, mais que as estimativas anteriores, que variavam entre 5,5 e 6 por cento.

O tamanho da contração dificultará o cumprimento de metas de arrecadação para reduzir o buraco no Orçamento grego.

Prejudicada por políticas de austeridade fiscal criadas para consertar suas finanças e aliviar o montante de dívida, a Grécia está no quinto ano seguido de recessão. O governo adotou mais medidas de aperto de cinto no domingo, em um esforço para garantir um novo pacote de empréstimos da União Europeia e do Fundo Monetário Internacional (FMI).

Nos valores atuais, o Produto Interno Bruto (PIB) da Grécia declinou para 215 bilhões de euros no ano passado. Baseando-se em projeções recentes, as autoridades esperam um recuo acumulado de 4 a 5 por cento entre 2012 e 2013.

A ELSTAT não deu estimativas detalhadas dos componentes do PIB -consumo, investimento de capital, exportação e importação- para o quarto trimestre. Economistas dizem, porém, que o saldo de exportação foi o único fator que contribuiu positivamente para o crescimento no ano passado.