Petróleo sobe acima de US$115 com apoio a ataque dos EUA

Obama recebeu apoio de parlamentares para um ataque militar na Síria, elevando preocupações de que uma redução na oferta do Oriente Médio possa persistir

Londres – O preço do petróleo Brent subiu acima de 115 dólares por barril nesta quinta-feira depois que o presidente dos EUA Barack Obama recebeu apoio de parlamentares para um ataque militar na Síria, elevando preocupações de que uma redução na oferta do Oriente Médio possa persistir.

Por outro lado, o Brent não deve subir com força, em função da expectativa de um ataque curto e limitado, a menos que a situação saia de controle e rotas importantes de carregamento de petróleo sejam bloqueadas ou que algum importante país produtor do Oriente Médio acabe envolvido no conflito, segundo operadores.

Ganhos também devem ser limitados em um momento em que os investidores aguardam para que o Federal Reserve dos EUA dê mais detalhes sobre a possível redução de seu pacote de estímulo monetário, o que poderia elevar as cotações do dólar e pesar no mercado de petróleo.

O Brent tinha alta de 0,29 dólar às 10h19 (horário de Brasília), a 115,19 dólares por barril. Já o petróleo nos EUA ganhava 0,76 dólar, a 107,99 dólares por barril.

“A agitação geopolítica na Síria e no Egito ainda está colocando um prêmio de risco de 7 a 10 dólares no preço do Brent, onde temores de instabilidade na região, mais do que interrupções reais de fornecimento, continuam a sustentar a referência global”, disse Andrey Kryuchenkov, da VTB Capital, no Reuters Global Oil Forum.