Petróleo fecha em queda após atingir maior nível em 2 anos

Os preços têm estado cada vez mais vulneráveis ao impacto das interrupções no fornecimento

São Paulo – Os contratos futuros do petróleo fecharam em queda nesta quarta-feira, 27, após os preços atingirem o maior patamar em dois anos e meio, na terça-feira, após a explosão de um oleoduto na Líbia.

Na Nymex, o petróleo WTI para fevereiro recuou US$ 0,33 (0,55%) e fechou a US$ 59,64 por barril. Já na ICE, em Londres, o Brent para março caiu US$ 0,47 (0,70%) e fecha a US$ 65,99 por barril.

Ainda assim, os preços continuam no segundo melhor nível do ano. Espera-se que explosão do oleoduto na Líbia reduza a produção do país em até 100 mil barris por dia, segundo a petroleira estatal. No entanto, os preços voltaram a recuar nesta quarta após relatos que a estrutura pode voltar a funcionar em uma semana.

Os preços têm estado cada vez mais vulneráveis ao impacto das interrupções no fornecimento, ao passo em que grandes exportadores trabalharam para reduzir a oferta global ao longo do ano.

“Embora o impacto na oferta seja imaterial, isso mostra que com a interrupção do fornecimento e o recuo dos estoques, o risco político emergiu de novo como um importante fator nas dinâmicas diárias”, disseram analistas da Tudor, Pickering, Holt.