Petróleo cai depois de a Arábia Saudita baixar preços

Em janeiro, os preços do petróleo saudita para os importadores asiáticos serão reduzidos em US$ 1,50 e US$ 1,90 por barril em comparação com dezembro

Nova York – Os preços do petróleo caíram nesta quinta-feira, 4, depois de a Arábia Saudita anunciar a redução de seus preços de exportação para a Ásia e os EUA.

“Os sauditas estão deixando muito claro que vão fazer o que for necessário para manter sua participação no mercado. Se isso significa puxar os preços para US$ 60 ou mesmo US$ 50 por barril, eles estão preparados para fazer o que for preciso”, comentou o analista Phil Flynn, do Prive Futures Group.

Em janeiro, os preços do petróleo saudita para os importadores asiáticos serão reduzidos em US$ 1,50 e US$ 1,90 por barril em comparação com dezembro; os preços do petróleo saudita para os EUA serão reduzidos em US$ 0,10 a US$ 0,90 por barril.

Analistas do Commerzbank disseram em nota aos clientes que a redução de preço do petróleo saudita “equivale a uma declaração de guerra aos produtores de petróleo a partir de areia de xisto nos EUA, tendo em vista o declínio significativo no preço do petróleo norte-americano. Os produtores de petróleo de areia de xisto nos EUA já estão diante de preços muito baixos”.

Nesta quinta-feira, o Departamento de Energia dos EUA (DoE) informou que as reservas comprovadas do país de petróleo bruto e de condensado elevaram-se para 36,5 bilhões de barris em 2013, nível mais alto desde 1974.

Recentemente, a produção norte-americana subiu acima de 9 milhões de barris por dia pela primeira vez em mais de 30 anos.

Na New York Mercantile Exchange (Nymex), os contratos de petróleo bruto para janeiro fecharam a US$ 66,81 por barril, em queda de US$ 0,57 (0,85%).

Na Intercontinental Exchange (ICE), os contratos do petróleo Brent para janeiro fecharam a US$ 69,64 por barril, em baixa de US$ 0,28 (0,40%). Fonte: Dow Jones Newswires.