Petrobras aprova reajuste de 2,3% na gasolina e 1,9% para diesel

O reajuste foi devido principalmente ao aumento das cotações dos produtos e do petróleo no mercado internacional

Rio de Janeiro – A Petrobras autorizou nesta segunda-feira alta de 2,3 por cento para a gasolina e aumento de 1,9 por cento para o diesel nas suas refinarias, a partir de terça-feira, devido principalmente ao aumento das cotações dos produtos e do petróleo no mercado internacional, informou a empresa em nota à imprensa.

A decisão foi tomada pelo Grupo Executivo de Mercado e Preços (GEMP), que atua quando há necessidade de reajustar os combustíveis em mais de 7 por cento para cima ou para baixo em um único mês.

“O reajuste foi causado principalmente pelo aumento das cotações dos produtos e do petróleo no mercado exterior, influenciado pela geopolítica internacional, assim como pela continuidade da política de contenção da oferta pela Organização dos Países Produtores de Petróleo (Opep)”, disse a Petrobras.

Além disso, verificou-se uma depreciação do valor do real frente ao dólar, acrescentou a empresa.

A avaliação dos representantes do GEMP é que a política de preços definida pela Petrobras, de reajustes quase que diários pela área técnica, tem sido capaz de garantir a aderência dos preços praticados pela companhia às volatilidades dos mercados de derivados e ao câmbio.

Com os ajustes definidos hoje, a área de marketing e comercialização da Petrobras volta a contar com uma faixa de -7 por cento a +7 por cento para operar os movimentos de preços necessários ao longo do mês.

“Caso este limite seja novamente ultrapassado, o GEMP realizará novas reuniões ao longo do período.”

Comentários

Não é mais possível comentar nessa página.

  1. Geraldo Gomes

    Justamente os produtos controlados pelo governo são os que tem reajustes acima da inflação. Estamos pagando para sermos roubados.

  2. Jadson Williams

    Privatiza logo, ontem passei no posto de gasolina estava 3.89 hoje está 4.14. Privatiza logo, junto com os CÚrreios também.