Pessimismo volta à indústria de automóveis na União Europeia

O mercado de automóveis britânico foi o único dos 27 países da União Europeia que apresentou crescimento na comparação de 12 meses

O setor automobilístico da União Europeia foi novamente atingido pela fraca demanda em maio, quando as vendas caíram, até mesmo no mercado alemão, segundo dados mensais da associação de fabricantes europeus de automóveis nesta terça-feira.

O mercado de automóveis britânico foi o único dos 27 países da União Europeia que apresentou crescimento na comparação de 12 meses.

A associação informou que as vendas na União Europeia caíram em maio em 5,9% a 1,04 milhão de veículos, o pior desempenho desde maio de 1993.

Nos primeiros cinco meses do ano, as vendas na UE, excluindo Malta, caíram 6,8%.

As vendas na Alemanha caíram 9,9% em maio, em uma base de 12 meses. Na Espanha, tiveram queda de 2,6%; na Itália, 8% e na França, 10,4%.

A fragilidade do mercado de automóveis europeu reflete a fraca confiança do consumidor e os gastos menores, além da redução dos investimentos nos negócios, e causa prejuízos ao mercado de aço.