Pedidos de auxílio-desemprego nos EUA caem para mínimas de 2 meses

Os pedidos de auxílio-desemprego caíram em 18 mil, chegando ao nível mais baixo desde o início de maio

Washington – O número de norte-americanos que entraram com pedidos de auxílio-desemprego caiu mais do que o esperado na semana passada, atingindo uma mínima de dois meses, em um sinal de que as condições do mercado de trabalho permaneceram sólidas no início de julho.

Os pedidos iniciais de auxílio-desemprego caíram em 18 mil, para 214 mil em dado ajustado sazonalmente na semana encerrada em 7 de julho, o nível mais baixo desde o início de maio, informou o Departamento do Trabalho nesta quinta-feira.

Os dados da semana anterior foram revisados ​​para mostrar mil solicitações recebidas a mais do que o relatado anteriormente.

Economistas consultados pela Reuters projetavam que os pedidos cairiam para 225 mil na última semana.