Passagens puxaram alta de 0,33% na inflação de serviços em julho

Contudo, houve desaceleração em relação a junho, quando a inflação de serviços teve aumento de 0,43%

Rio – As passagens aéreas ficaram 5,75% mais caras em julho, o que puxou a alta de 0,33% na inflação de serviços no mês, dentro do Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA), divulgado pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE).

No entanto, houve desaceleração em relação a junho, quando a inflação de serviços teve aumento de 0,43% e as tarifas aéreas ficaram 6,89% mais caras.

A taxa acumulada pela inflação de serviços em 12 meses passou de 5,72% em junho para 5,42% em julho.

Monitorados

Os aumentos na energia elétrica e na gasolina puxaram a alta de 1,28% na inflação de bens e serviços monitorados em julho, dentro do Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA), divulgado pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). A energia elétrica ficou 6,0% mais cara, enquanto a gasolina subiu 1,06%.

“Só a energia elétrica, com contribuição de 0,20 ponto porcentual, e a gasolina, com 0,4 ponto porcentual, já fecharam a inflação do mês”, observou Fernando Gonçalves, gerente do IPCA na Coordenação de Índices de Preços do IBGE.

O IPCA teve elevação de 0,24% em julho. Os bens e serviços monitorados responderam por um impacto de 0,31 ponto porcentual para a inflação do mês.

A taxa acumulada em 12 meses pelos monitorados avançou de 3,30% em junho para 4,72% em julho.

Veja também