Passagens aéreas e gasolina deram trégua ao IPCA

Passagens subiram, em média, 3,91% em novembro, enquanto em outubro a alta chegou a 14,26%

Rio de Janeiro – Os preços das passagens aéreas diminuíram a alta em novembro, contribuindo para amenizar o impacto do grupo Transportes na inflação medida pelo Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA) no mês. Segundo o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), que divulgou o índice hoje, a queda na gasolina também levou o grupo a uma ligeira alta, de 0,01%, após ter registrado variação positiva de 0,48% em outubro.

As passagens aéreas subiram, em média, 3,91% em novembro, enquanto em outubro a alta chegou a 14,26%. Já o litro de gasolina ficou 0,25% mais barato no mês passado, após ter tido um aumento de 0,17% no mês anterior.

No entanto, o litro do etanol ficou mais caro, saindo de uma queda de 0,36% para uma alta de 1,28%, na mesma base de comparação. Outros itens como seguro voluntário (de 4,50% em outubro para -0,56% em novembro) e automóveis, tanto novos (de -0,09% para -0,51%) quanto usados (de -0,15% para -1,08%), tiveram queda de preços.