Parada de Angra 1 não compromete abastecimento, diz ONS

Usina saiu do sistema interligado depois de Eletronuclear perceber uma falha em um dos condensadores que resfriam o vapor usado na movimentação do gerador

Rio – O desligamento da usina nuclear Angra 1 na madrugada desta quinta-feira, 19, não compromete o abastecimento de energia no Brasil, informou o Operador Nacional do Sistema Elétrico (ONS), por meio de sua assessoria de imprensa.

A usina térmica saiu do sistema interligado às 00h22, depois de a Eletronuclear perceber uma falha em um dos condensadores que resfriam o vapor usado na movimentação do gerador.

Segundo o ONS, é comum a Eletronuclear desligar Angra 1 sempre que percebe algum tipo de problema no seu funcionamento.

Por ser uma usina nuclear, o seu sistema de segurança é mais rigoroso do que o de outras usinas.

A usina foi uma das envolvidas no último apagão, há um mês, que deixou 11 estados no escuro.

Mas o operador do sistema diz que não há relação entre o desligamento da usina nesta quinta e o problema ocorrido há um mês.

A Eletronuclear informa que o condensador, que motivou a parada da usina, não faz parte do grupo de equipamentos da área nuclear, por isso não há risco de contaminações de trabalhadores, população ou meio ambiente.