Para o FMI, EUA devem lutar contra pobreza e desigualdade

Os especialistas do Fundo reduziram a 2,2% a previsão de crescimento do produto interno bruto americano este ano

O Fundo Monetário Internacional (FMI) pediu aos Estados Unidos que lutem de maneira urgente contra a pobreza e a desigualdade que ameaçam seu potencial econômico, em uma revisão anual da maior economia mundial, publicada nesta quarta-feira.

Os especialistas do Fundo reduziram a 2,2% a previsão de crescimento do produto interno bruto americano este ano, uma queda de 0,2 ponto em relação ao relatório de abril.

Para 2017, o FMI projeta um crescimento de 2,5%.