País precisa de reformas microeconômicas, diz presidente do Itaú

O executivo destacou ainda que a reforma da Previdência é essencial para manter a estabilidade macroeconômica do país

São Paulo – O presidente-executivo do Itaú Unibanco, Candido Bracher, disse nesta quarta-feira que o país precisa de reformas microeconômicas para aumentar a produtividade e atrair mais investimento estrangeiro direto.

O executivo destacou ainda que a reforma da Previdência é essencial para manter a estabilidade macroeconômica do país.

Segundo Bracher, que falou durante evento no Fórum Econômico Mundial sobre América Latina em São Paulo, os mercados de capitais cresceram no ano passado e devem suprir recursos para financiamentos diante da redução dos desembolsos do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES).