Otimismo cresce entre empresários da construção civil

É esperada uma melhora em relação ao nível de atividade, a novos empreendimentos e serviços, a compras de insumos e ao número de empregados

São Paulo – O otimismo cresceu entre os empresários da indústria da construção em fevereiro na comparação com janeiro, segundo dados divulgados hoje pela Confederação Nacional da Indústria (CNI). Para os próximos seis meses, há expectativa de melhora em relação ao nível de atividade, a novos empreendimentos e serviços, a compras de insumos e ao número de empregados.

As perspectivas para o nível de atividade registraram 62,2 pontos em fevereiro, dado superior aos 58,6 pontos de janeiro e idêntico ao resultado de fevereiro de 2011. Pela escala da CNI, que vai de zero a 100 pontos, valores superiores a 50 pontos indicam expectativas positivas.

As perspectivas para novos empreendimentos e serviços também ficaram em 62,2 pontos em fevereiro, alta ante os 58,1 de janeiro e idêntico ao resultado de fevereiro de 2011.

As perspectivas em relação às compras de insumos e matérias-primas anotaram 62,1 pontos neste mês, dado maior que os 58,0 de janeiro e acima dos 60,6 pontos do mesmo mês do ano passado. Por fim, as perspectivas sobre o número de empregados no setor alcançou 60,8 pontos neste mês, maior que os 57,8 de janeiro e praticamente estável ante os 60,7 de fevereiro do ano passado.

A Sondagem Indústria da Construção foi realizada pela CNI entre 1º e 14 de fevereiro com 436 empresas, das quais 143 de pequeno porte, 189 médias e 104 grandes.