Orçamento UE: Cameron defenderá os interesses britânicos

O premiê britânico denunciou como um "erro" a ideia de "aumentar os gastos" no orçamento europeu

Bruxelas – O primeiro-ministro britânico, David Cameron, anunciou nesta quinta-feira a intenção de defender os interesses do Reino Unido durante a reunião de cúpula do orçamento 2014-2020 que reúne em Bruxelas os chefes de Estado e de Governo.

“Vou negociar duramente para obter um bom acordo para os contribuintes britânicos e para manter o cheque britânico”, declarou Cameron na chegada a Bruxelas para reunião com o presidente do Conselho Europeu, Herman Van Rompuy, antes do encontro.

David Cameron destacou estar “muito insatisfeito” com a última proposta de orçamento de Van Rompuy e denunciou como um “erro” a ideia de “aumentar os gastos” no orçamento europeu.

Nas últimas semanas, Londres ameaçou Bruxelas com o veto de um possível acordo na reunião de cúpula se não for mantido intacto o “cheque britânico”, vigente desde 1984, que compensa o Reino Unido pelos subsídios agrários que recebem outros países da UE.