Orçamento de 2017 está dentro dos critérios da PEC, diz Meirelles

Segundo o ministro, se os parlamentares apresentarem emendas adicionais ao Orçamento de 2017, eles terão de cortar outras despesas

São Paulo – O ministro da Fazenda, Henrique Meirelles, afirmou nesta sexta-feira que o Orçamento de 2017 foi proposto dentro dos critérios da Proposta de Emenda à Constituição (PEC) que limita o gasto público à inflação do ano anterior.

Segundo ele, se os parlamentares apresentarem emendas adicionais ao Orçamento de 2017, eles terão de cortar outras despesas.

“Temos de discutir prioridades”, disse Meirelles em entrevista para jornalistas durante evento em São Paulo.

O ministro também afirmou que não trabalha com a possibilidade de a PEC não ser aprovada este ano e acredita que a proposta não esteja sendo influenciada por fatores “políticos e momentâneos”.

A PEC do teto dos gastos já foi aprovada em primeiro turno na Câmara dos Deputados e ainda vai precisar passar nova votação antes de ir ao Senado.

Meirelles também disse que a reforma da Previdência deverá começar a ser discutida neste ano e que a aprovação deve ocorrer no ano que vem.