Opep não decidir corte de produção

Países concordaram que os preços atuais, abaixo de 80 dólares por barril, não são bons, mas não houve avanços em direção a ações concretas, disse ministro

Nova York – Os preços do petróleo recuavam nesta terça-feira, com o Brent perdendo mais de 1 dólar por barril, após uma reunião do ministro do Petróleo da Arábia Saudita, Ali al-Naimi, com seus pares do México, Venezuela e Rússia, em Viena, não resultar em um acordo de redução da produção de petróleo.

Os países concordaram que os preços atuais, abaixo de 80 dólares por barril, não são bons, disse o ministro venezuelano de Relações Exteriores, Rafael Ramirez, mas não houve avanços em direção a ações concretas para sustentar as cotações.

O Brent caía 1,27 dólar, a 78,41 dólares, enquanto o petróleo dos EUA perdia 1,47 dólar, a 74,31 dólares às 14h55 (horário de Brasília).

Ministros do Petróleo dos países-membros da Organização dos Países Exportadores de Petróleo (Opep) realizarão uma cúpula em Viena na quinta-feira em meio à queda de cerca de 30 por cento dos preços da commodity desde junho.

A autoridade de mais alto escalão da Rússia, Igor Sechin, presidente da petroleira estatal Rosneft, também participou das negociações desta terça-feira com al-Naimi.