OMC simplifica processo de adesão para países mais pobres

No Conselho Geral da OMC, que será realizado nos dias 25 e 26 de julho, em Genebra, será adotada formalmente esta decisão

Genebra – A Organização Mundial de Comércio (OMC) decidiu simplificar o processo de adesão para os países mais pobres (PMA), segundo comunicado publicado nesta sexta-feira.

No Conselho Geral da OMC, que será realizado nos dias 25 e 26 de julho, em Genebra, será adotada formalmente esta decisão de simplificar as linhas diretrizes do processo de adesão, segundo o comunicado.

Para o diretor-geral da OMC, Pascal Lamy, “estas linhas diretrizes melhoradas constituem um marco mais simples para a entrada dos PMA na família da OMC. É outro exemplo de ação positiva a favor dos países mais pobres do mundo mundo”.

Entre os 48 países que fazem parte do grupo dos PMA, segundo as Nações Unidas, 32 já são membros da OMC. O último é Vanuatu, que se converterá em membro uma vez que o processo de adesão seja ratificado pelo parlamento.

Dez países PMA estão negociando a entrada na OMC. São o Afeganistão, Butão, Comores, Guiné Equatorial, Etiópia, Laos, Libéria, São Tomé & Principe, Sudão e Iêmen.

Entre estes, Laos e Iêmen deverão concluir o processo de adesão este ano.