Obama: acordo de ajuda a devedores põe fim a era de imprudência

Presidente defendeu o acordo que vai permitir aos credores diminuírem suas dívidas imobiliárias com os bancos

Washington – O presidente dos Estados Unidos, Barack Obama, disse nesta quinta-feira que o acordo de 25 bilhões de dólares entre o governo e os credores hipotecários mais importantes do país põe fim a uma “era de imprudência” e ajuda os proprietários responsáveis.

Obama chamou o acordo como um “passo importante” que tem que ser aprofundado por mais medidas por parte do Congresso e do setor bancário para recuperar o abalado setor imobiliário.

O presidente destacou que o acordo “vira a página de uma era de imprudência que causou muitos danos em sua passagem” e permitirá inverter as práticas ilegais efetuadas por credores duvidosos.

Cinco dos maiores bancos americanos em 49 dos 50 estados entraram em acordo para ajudar os proprietários a reduzir a quantia que devem de suas hipotecas e proporcionar uma indenização pelo embargo injusto das habitações.

A medida é uma esperança para milhões de americanos que viram o valor de suas casas entrar em colapso, enquanto o custo de suas hipotecas se manteve nos níveis da época do auge imobiliário.

Também oferece uma compensação para aqueles que perderam seus lares apesar das acusações de que os bancos não respeitaram o processo correto.