O peso de cada produto no bolso do consumidor em julho

Inflação foi para 0,01% em julho com ressaca pós-Copa no preço de passagens aéreas e diárias de hotéis e novo recuo no preço dos alimentos

São Paulo – A inflação recuou em julho para 0,01% e ficou bem no teto da meta do governo, de 6,5% ao ano.

Os preços de alimentos e bebidas, grupo de maior peso na taxa final, continuaram sua desaceleração, reflexo de um cenário global mais positivo.

Passagens aéreas e diárias de hotéis, que haviam puxado a taxa de junho por causa da Copa do Mundo, cederam e tiveram impacto negativo.

Veja a seguir quanto cada grupo subiu e qual foi o impacto na taxa final do IPCA: