O nível de desenvolvimento de todos os países em um mapa

A imensa maioria dos países desenvolvidos fica na América do Norte ou na Europa ocidental, com duas exceções importantes

São Paulo – Geografia e desenvolvimento tem alguma relação?

A resposta pode ser vista em um mapa criado pelo site de informação de custos HowMuch.net com base em um relatório da Organização das Nações Unidas (ONU) que usa como critério principal (mas não apenas) a renda nacional per capita.

Os países foram separados por cores em 4 grupos: países desenvolvidos (em verde), países em desenvolvimento (laranja), economias em transição (amarelo) e os países menos desenvolvidos (vermelho).

A imensa maioria dos países desenvolvidos fica na América do Norte ou na Europa ocidental, com duas exceções importantes: Israel, no Oriente Médio, e Japão, na Ásia.

“Ambos se beneficiaram de laços econômicos e políticos próximos com os Estados Unidos, a maior economia do mundo”, nota o site.

Os países em desenvolvimento, os mais numerosos, estão espalhados por várias regiões.

Na América Latina, por exemplo, todos são considerados países em desenvolvimento – incluindo o Brasil.

“Já os países em transição, definidos de forma geral por terem uma economia com planejamento central em mudança para uma economia de mercado, são encontrados principalmente ao redor da Rússia, o país mais importante do grupo”.

O grupo dos países menos desenvolvidos do mundo está concentrado no continente africano, mas há exceções: como o Haiti na América Latina e o Afeganistão no Oriente Médio.

Comentários

Não é mais possível comentar nessa página.

  1. Rodrigo Nascimento

    Surpreso em saber que a Coreia do Sul ainda está em desenvolvimento.

  2. welton jose de Almeida

    Eu também fiquei surpreso com a Coréia do Sul.. só pode ser um erro.

  3. A Austrália também está no hemisfério Sul e foge da regra.

  4. Ha uma serie de duvidas com relaçao a esta materia que é fruto de tradução.

    Geralmente as legendas classificatorias ocorrem por ordem de crescimento do grau indicativo. Diante disso, resta a duvida em relaçao ao “status” de em transição. Creio que esta transiçao pela posiçao e entre desenvolvidos e em desenvolvimento.

    Seria feliz se o autor da reportagem corrigisse ou melhor relacionasse seus argumentos. Ate pelo que os outros ja comentaram anterioremente.

    Estes fatos comprometem a credibilidade do veiculo junto a comunidade critica e opinativa.

  5. joao pedro souza mattos

    A Austrália e a Nova Zelândia não são importantes? Não entendi…