Não sacrificaremos ajuste por Estados endividados, diz Meirelles

Ministro da Fazenda também disse que a reforma da Previdência proposta gera espaço de 1/3 das despesas totais para outras despesas em 10 anos

Rio de Janeiro – O ministro da Fazenda, Henrique Meirelles, afirmou nesta segunda-feira que o governo não vai sacrificar o ajuste fiscal em andamento para ajudar os Estados que estão endividados.

Meirelles disse ainda que a reforma da Previdência proposta gera espaço de 1/3 das despesas totais para outras despesas em 10 anos.

Meirelles, que participa de evento no Rio de Janeiro, destacou também que, se a reforma da Previdência for postergada, “a solução lá na frente será muito pior”.

Mais informações em instantes.

Comentários

Não é mais possível comentar nessa página.

  1. LOL

  2. Bem-vindo ao melhor site de encontros https://goo.gl/RlMOJt