Não há avanços nas negociações comerciais EUA-China, diz Mnuchin

Secretário do Tesouro dos EUA disse que o país está observando movimentos da moeda chinesa, depois que presidente Trump acusou Pequim de manipular o iuane

O secretário do Tesouro americano, Steven Mnuchin, disse nesta quinta-feira (26) que não há nenhum avanço nas negociações comerciais entre Washington e Pequim, e pediu à China que negocie “sério”.

“Que fique muito claro que quando a China estiver disposta a negociar seriamente – falamos de um compromisso de reduzir o déficit comercial bilateral (dos Estados Unidos com Pequim) e resolver os problemas de (transferência de) tecnologias -, sempre estaremos disponíveis”, disse o canal americano CNBC.

“Estamos prontos se eles realmente quiserem negociar”, acrescentou.

O secretário advertiu que os Estados Unidos está observando de perto os movimentos da moeda chinesa, depois que o presidente americano, Donald Trump, acusou Pequim de manipular o iuane.

A Casa Branca decidiu implementar uma política comercial agressiva contra a China, que acusa de práticas “desleais”, entre outras medidas impondo tarifas adicionais de 25% sobre o aço e de 10% sobre o alumínio chinês desde o final de março.