Mudanças na indústria explicam redução da fatia de SP no PIB

Ao mesmo tempo, a indústria de transformação perdeu peso no PIB do País como um todo, segundo o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE)

Rio – O Estado de São Paulo perdeu 1,2 ponto porcentual de participação no PIB brasileiro de 2010 a 2013, porque a indústria leve, como de alimentos e bebidas, migrou para outros Estados.

Ao mesmo tempo, a indústria de transformação perdeu peso no PIB do País como um todo, segundo o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE).

Mais cedo, o órgão informou que São Paulo ficou, em 2013, com 32,1% da economia nacional, com PIB de R$ 1,71 trilhão.

A perda de participação na indústria explica o fato de a fatia de São Paulo no PIB nacional ter encolhido mesmo em período de crescimento econômico. De 2010 a 2013, a economia paulista avançou 8,3%.

“Já era uma tendência São Paulo perder participação, em função da indústria estar se espalhando pelo Brasil. O caso clássico é o setor de alimentos e bebidas, que está indo para perto do consumidor e da matéria-prima”, afirmou nesta quinta-feira, 19, Frederico Cunha, gerente da Coordenação de Contas Nacionais do IBGE, em entrevista coletiva na sede do órgão, no Rio.

Segundo o técnico do IBGE, apesar da migração da indústria leve, São Paulo segue concentrando a indústria pesada mais complexa, também na transformação.

Como a indústria de transformação perdeu 2,7 pontos porcentuais de participação no valor adicionado do PIB de 2010 a 2013, o peso de São Paulo também cai.