Mourão diz que “por enquanto” não é a favor de privatização dos Correios

Quando ainda candidato à Presidência, Bolsonaro afirmou que os Correios tinham grande chance de serem privatizados caso fosse eleito

Brasília – O presidente em exercício, Hamilton Mourão, afirmou nesta quinta-feira que “por enquanto” não é a favor da privatização dos Correios.

O vice-presidente, que exerce a Presidência por conta da viagem do presidente Jair Bolsonaro a Davos por ocasião do Fórum Econômico Mundial, participou de evento de comemoração dos 356 anos dos Correios e homenagem ao Dia do Carteiro.

Questionado se posicionava-se a favor da privatização da empresa, Mourão respondeu que “por enquanto, não”.

Quando ainda candidato à Presidência, Bolsonaro afirmou que os Correios tinham grande chance de serem privatizados caso fosse eleito.