Ministério da Agricultura proíbe anabolizante em bovinos

O Serviço de Inspeção Federal ficará atento na fiscalização, depois da medida realizada pelo ministério

O Ministério da Agricultura baixou instrução normativa que proíbe a importação, produção, comercialização e uso de substâncias naturais ou artificiais, com atividade anabolizante hormonal em bovinos de abate. O Serviço de Inspeção Federal ficará atento na fiscalização.

O lote de animais suspeitos será apreendido e identificado. E se confirmada a suspeita os bovinos não poderão ser movimentados por um período de seis meses.

Se o laudo laboratorial caracterizar a presença de anabolizantes do Grupo Estilbeno (Hexestrol, Dienestrol e Dietilestilbestrol) os bovinos serão abatidos compulsoriamente, no prazo máximo de 15 dias, contados a partir da data de notificação. As carcaças dos animais abatidos não poderão ser destinadas ao consumo humano ou animal, e deverão ser incineradas. A instrução normativa foi publicada hoje, no Diário Oficial da União.