Mesmo sem cortar Selic, Brasil cai de novo em ranking de juros reais

O Brasil, que já chegou a ser líder absoluto em juros reais, hoje está atrás de seis países: Turquia, Argentina, México, Rússia, Indonésia e Índia.

São Paulo – O Brasil voltou a cair no ranking mundial de juros reais, divulgado a cada reunião do Copom pelo site MoneYou em parceria com a Infinity Asset Management.

A taxa de juros reais toma os juros nominais e subtrai a inflação projetada para os próximos 12 meses.

Nesta quarta-feira (06), a Selic foi mantida em 6,5% pela sétima vez seguida. No entanto, como a nossa inflação segue baixa e outros países estão subindo juros, a posição relativa mudou.

O Brasil, que já chegou a ser líder absoluto em juros reais, caiu mais uma posição desde dezembro e hoje com 2,38% está atrás de seis países: Turquia, Argentina, México, Rússia, Indonésia e Índia.

Os últimos lugares são de Reino Unido, Áustria, Holanda e Hungria, todos com juros negativos. A média geral é 0,16%.

Veja a taxa de juros reais (juro atual menos inflação dos próximos 12 meses) das 40 economias analisadas:

País Juro real
1 Turquia 5,88%
2 Argentina 4,92%
3 México 4,22%
4 Rússia 3,88%
5 Indonésia 3,74%
6 Índia 3,13%
7 Brasil 2,38%
8 Malásia 1,62%
9 África do Sul 1,61%
10 Filipinas 1,47%
11 Colômbia 1,02%
12 Singapura 0,67%
13 Tailândia 0,40%
14 Chile 0,38%
15 Canadá 0,36%
16 China 0,31%
17 República Tcheca -0,11%
18 Polônia -0,18%
19 Nova Zelândia -0,19%
20 Austrália -0,22%
21 Coreia do Sul -0,31%
22 Hong Kong -0,33%
23 Estados Unidos -0,43%
24 Israel -0,85%
25 Taiwan -0,90%
26 Japão -1,00%
27 Grécia -1,20%
28 Itália -1,40%
29 Suíça -1,44%
30 Portugal -1,45%
31 Dinamarca -1,50%
32 Espanha -1,69%
33 França -1,69%
34 Alemanha -1,88%
35 Suécia -1,92%
36 Bélgica -1,98%
37 Reino Unido -2,10%
38 Áustria -2,17%
39 Holanda -2,17%
40 Hungria -2,60%
Média geral 0,16%