Merkel e Hollande dizem ter papel especial no ataque à crise

Hollande ressaltou a necessidade urgente de que sejam criadas as condições para crescimento econômico, combate ao desemprego juvenil e melhor controle do setor financeiro

Ludwigsburg - França e <strong><a href="https://exame.abril.com.br/topicos/alemanha">Alemanha</a></strong> têm responsabilidade especial na luta contra a crise da dívida na zona do euro e estão comprometidos a trabalhar juntos, disseram Angela Merkel e François Hollande, neste sábado, em comemoração às relações franco-alemãs.</p>

Falando em frente ao palácio barroco onde 50 anos atrás o então presidente francês Charles de Gaulle fez um discurso prometendo amizade e reconciliação histórica entre os dois países, os dois líderes ressaltaram os desafios que a Europa enfrenta hoje. “Não temos escolha a não ser seguir em frente (…) Alemanha e França têm uma responsabilidade especial. Somos o coração da Europa”, disse o presidente francês. “Embora a França e a Alemanha não possam decidir por outros países, devem compartilhar seu ponto de vista”, acrescentou.

Hollande ressaltou a necessidade urgente de que sejam criadas as condições para crescimento econômico, combate ao desemprego juvenil e melhor controle do setor financeiro. “O sindicato bancário e econômico é necessário, bem como a união social”, disse.

Merkel também destacou que os seus países desempenham papel especial. “Estamos trabalhando para uma recuperação duradoura na Europa. Alemanha e França têm responsabilidade especial para isso”, disse ele. A chanceler alemã descreveu seu relacionamento com Hollande esta semana como “de confiança”, apesar dos apelos de Hollande por medidas de crescimento, que são consideradas um revés para a agenda de austeridade que lidera a conservadora Merkel.