Mercado de trabalho britânico mostra sinais de estabilização

O total de pessoas sem trabalho na medida mais ampla ILO ficou em 2,671 milhões nos três meses até dezembro, enquanto em novembro ficara em 2,685 milhões

Londres – O número de britânicos desempregados diminuiu em dezembro, após atingir o maior nível em 17 anos no mês anterior, com uma abertura maior de vagas pelas empresas.

A estabilização do mercado de trabalho é mais um sinal de que a Grã-Bretanha pode ter evitado uma nova recessão apesar da contração econômica no fim de 2011, e dá certo alívio ao governo, que está sob pressão para relaxar seu programa de contenção de gastos e estimular a economia.

Entretanto, em um lembrete de que o desemprego elevado ainda pesa sobre as finanças públicas, o número de pessoas pedindo auxílio-desemprego teve alta de 6,900 em janeiro, para 1,604 milhão – o maior total desde janeiro de 2010, informou a agência de estatísticas oficial ONS nesta quarta-feira.

O total de pessoas sem trabalho na medida mais ampla ILO ficou em 2,671 milhões nos três meses até dezembro, enquanto em novembro ficara em 2,685 milhões, o nível mais alto em 17 anos. Mas o número ainda representa uma elevação de 48 mil em relação ao período entre julho e setembro.

A taxa de desemprego ficou estável, em 8,4 por cento, contrariando as expectativas de 8,5 por cento.

Já o número de jovens sem emprego caiu para 1,038 milhão nos três meses até dezembro, levando para 22,2 por cento a taxa de desemprego entre as pessoas de 16 a 24 anos de idade.