Meirelles: reforma tributária deve ser apresentada no 2º semestre

O ministro assinalou que a ideia é colocar à votação dos parlamentares a reforma trabalhista e, na sequência, as reformas da Previdência e tributária

São Paulo – O ministro da Fazenda, Henrique Meirelles, disse nesta terça-feira, 18, que o governo pretende encaminhar no segundo semestre deste ano ao Congresso a proposta de reforma tributária.

Meirelles assinalou que a ideia é colocar à votação dos parlamentares a reforma trabalhista e, na sequência, as reformas da Previdência e tributária.

Em discurso proferido em seminário organizado pelo Itaú Unibanco na capital paulista, o ministro destacou que o objetivo do Planalto é que as três matérias sejam aprovadas ainda neste ano.

“O cronograma, na realidade, é a votação da reforma trabalhista, da reforma da Previdência e da reforma tributária neste ano. O grupo já está trabalhando, com a participação de parlamentares, técnicos e secretários. Acreditamos que teremos condições de votar neste ano”, disse Meirelles, ao responder se o governo, em meio à negociação de uma série de reformas, teria tempo de encaminhar a simplificação tributária.

O titular do Ministério da Fazenda alertou que, se o cronograma de reformas não for aprovado, o País enfrentará nos próximos anos dificuldades em relação à velocidade de crescimento da economia.