Medida sobre IOF pode elevar fluxo de capital

Ministério da Fazenda avaliou que a redução nos prazos de operações de financiamento externo que são sujeitas à incidência do imposto

Brasília – O secretário-executivo-adjunto do Ministério da Fazenda, Diogo Oliveira, avaliou que a redução nos prazos de operações de financiamento externo que são sujeitas à incidência do Imposto sobre Operações Financeiras (IOF) pode provocar um aumento do fluxo de capital para o país.

Segundo ele, isso não é ruim e a preocupação do governo com a medida foi aumentar a capacidade das empresas se financiarem adequadamente.

“O objetivo é aumentar os investimentos e captação externa é sempre uma boa opção para isso”, disse ao responder uma pergunta sobre eventual preocupação do governo com a inflação. Em relação ao fato de a taxa de câmbio continuar em R$ 2,10, ele respondeu: “tem várias coisas que estão mudando na conjuntura econômica e não apenas o câmbio.