Mantega: Selic está mais adequada para estimular produção

O ministro de Dilma afirmou que o governo continuará trabalhando por um real desvalorizado para aumentar a competição

Brasília – A taxa básica de juros do Brasil está num patamar mais adequado para estimular a produção, afirmou nesta quinta-feira o ministro da Fazenda, Guido Mantega, acrescentando, no entanto, que os juros nos bancos ainda não estão adequados para estimular o consumo.

As declarações de Mantega, em reunião do Conselho de Desenvolvimento Econômico e Social, ocorrem um dia após o Comitê de Política Monetária (Copom) do Banco Central cortar a Selic em mais 0,50 ponto percentual, para a mínima histórica de 7,50 por cento.

O ministro afirmou ainda que o governo continuará trabalhando por um real desvalorizado para aumentar a competição.