Mantega rechaça fuga de dólares do País e critica Fed

Ministro da Fazenda ressaltou que de janeiro a julho US$ 59 bilhões em investimento estrangeiro entraram no País

São Paulo – O ministro da Fazenda, Guido Mantega, rechaça qualquer fuga de dólares do Brasil. “De janeiro a julho, US$ 59 bilhões em investimento estrangeiro entraram no País”, comentou na noite desta quinta-feira, 29, em evento em São Paulo. Citou também que o Brasil foi o terceiro maior receptor de capital externo em 2012, atrás de Estados Unidos e China, e a tendência é manter a posição neste ano.

Mantega afirmou ainda que, no primeiro semestre, houve queda da confiança do consumidor e do empresário, em função da inflação, do início da turbulência provocada pelo Federal Reserve (Fed, banco central dos EUA) e das manifestações populares em junho. “Nessas horas, sempre aparecem os oportunistas para vender pessimismo.” Segundo ele, a confiança começa a ser retomada em vários setores. “Temos que trabalhar juntos para que a confiança aumente cada vez mais”, acrescentou.

Na avaliação de Mantega, os mercados financeiros passam por nova turbulência, provocada pelo BC dos EUA. “O Fed exagerou na dose de estímulos e está perto de desativá-los”, afirmou o ministro, em breve discurso. Mantega afirmou ainda que a desativação precisa ser feita com cuidado, para não prejudicar outros países.

Ele frisou, contudo, que o Brasil está preparado para as turbulências e voltou a mencionar as reservas do País. “Temos mercado consumidor e financeiro para atrair investimentos”, acrescentou. O ministro disse ainda que o Brasil possui um déficit em conta corrente menor do que o verificado em outros países.