Mais itens podem ser considerados nacionais, segundo MDIC

Produto nacional obtém margem de preferência no regime de compras governamentais

Brasília – O Ministério do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior (MDIC) ampliou a lista de requisitos específicos de origem para que um produto seja considerado nacional e com isso possa obter margem de preferência no regime de compras governamentais.

A lista original, instituída em 2011, tem 29 itens classificados na Nomenclatura Comum do Mercosul (NCM).

Com a ampliação, a lista passa a contar com mais 23 códigos NCM. A decisão consta de portaria publicada no Diário Oficial da União.