Mais 74 projetos se inscrevem para leilão de energia da EPE

O leilão estava programado para o final deste mês e foi transferido para o dia 28 de novembro

Rio de Janeiro – A Empresa de Pesquisa Energética (EPE) anunciou hoje (18) que recebeu pedidos de cadastramento de 74 novos projetos para o leilão de energia elétrica A-5, após o adiamento da operação, determinado pelo Ministério de Minas de Energia, em razão da expectativa de entrada de mais usinas hidrelétricas na disputa.

O leilão estava programado para o final deste mês e foi transferido para o dia 28 de novembro. Os 74 novos projetos acrescentam mais 3 mil megawatts (MW) de energia ao leilão.

Ao todo, o pregão recebeu pedido de inscrição de 1.115 empreendimentos, somando 53.869 MW. Os projetos inscritos passarão ainda pela etapa de habilitação.

De acordo com informação da assessoria de imprensa da EPE, entre os novos projetos que pediram cadastramento estão duas hidrelétricas que totalizam potência de 268 MW. No total, são nove usinas hidrelétricas inscritas.

Por fontes de geração de energia, a eólica (geração pelos ventos) lidera no leilão A-5, com 763 projetos inscritos, representando uma oferta de 18.760 MW, seguida da fonte solar, com 224 empreendimentos e oferta de 6.608 MW.

Já em termos de capacidade instalada, os projetos de usinas térmicas a gás natural prevalecem, com potência de 20.607 MW para 39 projetos.