Maia diz que inclusão de estados na Previdência precisa ocorrer até terça

Presidente da Câmara se encontrou na manhã desta quinta-feira com líderes de partidos

Brasília — O presidente da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia (DEM-RJ),afirmou nesta quinta-feira que o ideal seria incluir Estados e municípios no texto da reforma previdenciária a ser votado na comissão especial, mas alertou que o limite é terça-feira.

“Limite do relator é terça-feira após reunião com governadores”, disse Maia a jornalistas, após reunião com o relator da proposta, deputado Samuel Moreira (PSDB-SP), e lideranças em sua residência oficial.

Segundo o presidente da Casa, se não for possível incluir estados e municípios no texto da Previdência na comissão especial, será feita uma tentativa quando o projeto chegar ao plenário da Câmara.

A reunião na residência oficial ocorreu após deputados decidiram adiar a leitura da complementação de voto do relator, prevista para esta quinta-feira, enquanto buscam uma solução sobre a extensão das novas regras de aposentadoria a Estados e municípios.

Deputados decidiram adiar a leitura da complementação de voto do relator, que estava prevista para esta quinta, enquanto buscam uma solução sobre a extensão das novas regras de aposentadoria a estados e municípios. A apresentação do voto complementar só deve ocorrer na próxima semana, segundo assessoria de Moreira.

Segundo o relator, votando na comissão na semana que vem é possível votar no plenário da Câmara ainda no primeiro semestre.

O deputado afirmou ainda, em entrevista à Globonews, que não está difícil incluir estados e municípios, porque pleitos foram praticamente atendidos, restando apenas um ponto ou outro ainda a ser tratado. “Está muito próximo de que governadores possam apoiar texto que foi construído”, disse após reunião com lideranças na residência oficial do presidente da Câmara, Rodrigo Maia.

A reunião ocorreu após deputados decidiram adiar a leitura da complementação de voto do relator na comissão especial enquanto buscam uma solução sobre a extensão das novas regras de aposentadoria a estados e municípios.

Segundo o líder do Novo na Câmara, deputado Marcel Van Hattem (RS), terça-feira é a data provável de leitura do voto complementar do relator Samuel Moreira (PSDB-SP), após a reunião de Maia com governadores, que deve ocorrer pela manhã.

“O mais sensível agora é ter os votos desses governadores (para incluir os Estados na reforma)”, disse Van Hattem ao deixar a residência oficial da Presidência da Câmara.

Os líderes esperam para incluir Estados na reforma a “contrapartida” dos governadores, que são os votos das bancadas estaduais. O líder do Novo disse que seu partido defende “que o melhor é uma boa reforma mesmo que com demora”.

O líder do Podemos, José Nelto (GO), deixou o encontro dizendo que o esforço é para votar a reforma da Previdência na semana que vem na comissão especial e no plenário da Câmara.

Também presente ao encontro, o líder do Solidariedade, deputado Augusto Coutinho (PE), confirmou que a provável data de votação na comissão é terça-feira e disse que o adiamento da leitura do voto foi motivado, principalmente, pela questão dos Estados e municípios.