Lagarde diz que sinais indicam força maior do crescimento em 2018

A diretora-gerente do FMI disse, ainda, que "estamos vendo um aumento preocupante da dívida em muitos países"

São Paulo – A diretora-gerente do Fundo Monetário Internacional (FMI), Christine Lagarde, afirmou, em seu discurso de abertura no Fórum Econômico Mundial, que o crescimento global, que tem acelerado desde meados de 2016, deve ganhar ainda mais força neste ano e nos seguintes. “Todos os sinais apontam para um reforço ainda maior em 2018 e adiante”, disse.

Para Lagarde, “há, também, incerteza significativa no próximo ano”. Ela lembra que o longo período de baixas taxas de juros levou a um acúmulo de vulnerabilidades no setor financeiro que podem ser “potencialmente sérias”.

A diretora-gerente do FMI disse, ainda, que “estamos vendo um aumento preocupante da dívida em muitos países e precisamos permanecer vigilantes”.

De acordo com Lagarde, ainda há muitas pessoas excluídas da recuperação econômica. “Na verdade, cerca de um quinto dos mercados emergentes e dos países em desenvolvimento viu seus rendimentos per capita em declínio no ano passado”, comentou. Além disso, Lagarde afirmou que, enquanto o crescimento é maior, ele é principalmente cíclico. Para ela, a ausência de reforças, preocupação com alguns quesitos e com o potencial de crescimento futuro “permanecerão no lugar”.