Lactalis retira 720 lotes de leite por risco de salmonela

Segundo informações da companhia, a retirada envolve os produtos das marcas Picot, Milumel e Taranis

O grupo francês Lactalis anunciou nesta quinta-feira a retirada dos mercados de 720 lotes de leite infantil e outros produtos pelo risco de contaminação com salmonela, duas semanas depois da retirada de 625 lotes.

“Adotamos a decisão de ampliar a retirada ao conjunto de produtos infantis e nutricionais produzidos ou embalados em nossa fábrica de Craon (oeste da França) desde 15 de fevereiro de 2017”, afirma um comunicado da empresa que é líder mundial dos produtos lácteos.

De acordo com o texto, a operação acontece no mercado francês e internacional.

A retirada envolve os produtos das marcas Picot (leite em pó e cereais infantis), Milumel (leite em pó e cereais infantis) e Taranis (mistura de aminoácidos em pó destinados ao tratamento de patologias), informou a Lactalis.

“Sabemos agora que uma contaminação entrou em nossa fábrica de Craon após obras realizadas durante o primeiro semestre de 2017”, afirmou a empresa.

O pai de uma menina de três meses que consumiu o leite contaminado e uma associação de consumidores anunciaram na segunda-feira um processo contra a Lactalis.

A salmonela pode provocar intoxicação alimentar. Os problemas vão de uma gastroenterite leve até infecções mais graves.

A salmonela é potencialmente perigosa para as crianças e idosos, que têm o sistema imunológico frágil.