Japão pede que Europa aja com responsabilidade

O Japão tem se preocupado com os efeitos da crise da dívida na Europa, que é um mercado-chave para as exportações do país

Tóquio – O ministro das Finanças do Japão, Jun Azumi, disse nesta quarta-feira (horário local) que a Europa precisa agir com “responsabilidade” para resolver a crise da dívida que afeta a economia mundial.

“O principal objetivo é superar a crise, a Europa em particular precisa agir de forma apropriada e responsável”, disse a jornalistas.

Azumi falou após uma teleconferência de emergência com seus colegas ministros das Finanças do G7, grupo das nações industrializadas.

O ministro afirmou ter recebido garantias de seus colegas europeus de que iriam trabalhar para resolver os problemas que atingem o continente.

“Eles disseram que vão lidar com as questões, incluindo os problemas da dívida espanhola, de uma forma responsável”, disse, de acordo com a Dow Jones Newswires.

Azumi declarou que os líderes políticos precisam agir para dar garantias aos mercados, que se tornaram muito voláteis, com operadores desanimados com o que consideram medidas fracas.

“Eu disse que quero que eles tomem passos detalhados e sucessivos para fazer com que não apenas nós, mas o mercado, se sinta seguro”, declarou.

O Japão tem se preocupado com os efeitos da crise da dívida na Europa, que é um mercado-chave para as exportações do país.

As incertezas financeiras globais também fizeram com que investidores procurassem refúgio no iene, valorizando a moeda e prejudicando os exportadores japoneses.