Itaú Unibanco revisa para cima previsão do IPCA

A previsão da equipe de analistas do banco é de que a inflação dos alimentos em março acelere de 1,35% em fevereiro para 1,8% no mês seguinte

São Paulo – O aumento da pressão em alimentos registrado nas últimas coletas de preços foi o que motivou os economistas do Itaú Unibanco a revisar para cima suas projeções de inflação para março e para o acumulado em 12 meses até março.

A previsão da equipe de analistas do banco é de que a inflação dos alimentos em março acelere de 1,35% em fevereiro para 1,8% no mês seguinte.

Para a inflação mensal, a projeção saltou de 0,70% para 0,80% e a previsão para o acumulado em 12 meses foi elevada de 5,68% para 6,03%.

“A aceleração dos preços dos alimentos decorre das condições climáticas adversas observadas no Brasil no início deste ano, que impactaram a atividade agrícola”, observaram os economistas do Itaú Unibanco em relatório distribuído nesta quarta-feira, 19, a seus clientes.

A estimativa deles para a inflação pelo IPCA-15 (prevista para a sexta-feira, 21), no entanto, ficou inalterada em 0,76%. O Itaú Unibanco projeta ainda elevação de 0,25 ponto porcentual da Selic no encontro de abril do Copom, com a qual já trabalhava desde a divulgação da ata do encontro de fevereiro.