Irã vê excesso de oferta de petróleo no mercado

O mercado de petróleo está com excesso de oferta, situação que irá piorar em 2015, segundo ministro iraniano

Viena – O mercado de petróleo está com excesso de oferta, uma situação que vai piorar no próximo ano, e a OPEP deverá responder com o apoio de produtores não-membros da organização, declarou nesta quarta-feira o ministro do Petróleo iraniano, Bijan Namdar Zanganeh.

“Todos os especialistas acreditam que há um excesso de oferta no mercado de petróleo e no próximo ano haverá ainda mais excesso de oferta”, indicou o ministro em sua chegada a Viena, na véspera de uma das mais importantes reuniões da OPEP em anos.

Questionado sobre a necessidade de a OPEP reduzir a produção para ajustar o mercado de petróleo, Zanganeh ressaltou que “precisamos discutir, confrontar os nossos pontos de vista e tomar uma decisão”, e “para lidar com esta situação, temos de ter uma contribuição de países produtores fora da OPEP”, acrescentou.

Os ministros dos 12 Estados da OPEP deverão rever em Viena na quinta-feira o teto de produção coletiva, fixado em 30 milhões de barris por dia por três anos, quase um terço do petróleo bruto extraído diariamente no mundo.

Mas o cartel está dividido. Estados como Venezuela defendem abertamente uma queda na produção, enquanto a Arábia Saudita, líder e maior produtor da OPEP, resiste aos pedidos.