Irã não se compromete a limitar produção de petróleo

Nesta semana, os quatro países concordaram com um plano de limitar a produção de petróleo aos níveis de janeiro

Teerã – O Irã não se comprometeu, nesta quarta-feira, a limitar sua produção de petróleo para ajudar a conter a queda do preço do barril.

Em anúncio feito após duas horas de reunião com representantes da Arábia Saudita, Venezuela, Catar e Rússia, o ministro do Petróleo iraniano, Bijan Zanganeh, disse que seu país apoia os esforços dos demais países para estabilizar a cotação da commodity.

Nesta semana, os quatro países concordaram com um plano de limitar a produção de petróleo aos níveis de janeiro.

Zanganeh, no entanto, não disse se o Irã também iria seguir o entendimento. Ele apenas afirmou que os demais produtores “entendem a situação especial” de seu país.

Com o fim das sanções nucleares, o governo em Teerã planeja impulsionar as exportações para tentar recuperar a fatia de mercado perdida em regiões como a Europa.

O dirigente disse que o acordo significa “um primeiro passo, e mais passos devem se seguir”.

No entanto, ele descreveu a decisão de outros países de congelar a produção como “um motivo de felicidade” que iria ajudar a “recuperar o mercado”.