IPC-S acelera alta em junho sob peso de alimentos e transportes, diz FGV

No final de maio a greve dos caminhoneiros prejudicou o abastecimento de alimentos e combustíveis, elevando os preços

São Paulo – O Índice de Preços ao Consumidor Semanal (IPC-S) acelerou a alta a 1,19 por cento em junho de 0,41 por cento em maio, pressionado pelos preços de alimentos e transportes na esteira da greve dos caminhoneiros no final de maio.

O dado divulgado nesta segunda-feira pela Fundação Getulio Vargas (FGV) mostrou ainda maior pressão em relação ao avanço de 1,17 por cento registrado na terceira quadrissemana do mês.

Em junho, os preços do grupo de Alimentação subiram 1,59 por cento frente ao avaço de 0,24 por cento em maio, enquanto ogrupo Transportes apresentou alta de 1,25 por cento frente ao aumento de 0,48 por cento no mês anterior.

No final de maio a paralisação dos caminhoneiros prejudicou o abastecimento de alimentos e combustíveis, entre outros insumos, elevando os preços.