IPC-Fipe sobe 1,18% na 2ª quadrissemana de fevereiro

Em Alimentação, o aumento dos preços diminuiu de 2,03% na primeira quadrissemana de fevereiro para 1,40% na segunda prévia deste mês

São Paulo – O Índice de Preços ao Consumidor (IPC), que mede a inflação da cidade de São Paulo, registrou alta de 1,18% na segunda quadrissemana de fevereiro, desacelerando-se frente à leitura da primeira quadrissemana do mês, quando o IPC avançou 1,34%, segundo pesquisa da Fundação Instituto de Pesquisas Econômicas (Fipe).

Na segunda estimativa de fevereiro, três grupos de produtos desaceleraram ganhos em relação ao resultado da quadrissemana anterior.

Em Alimentação, o aumento dos preços diminuiu de 2,03% na primeira quadrissemana de fevereiro para 1,40% na segunda prévia deste mês.

No item Transportes, o avanço foi de 2,87% para 2,46%. Já em educação, a alta perdeu força de forma ainda mais significativa, de 6,39% para 4,87%.

Por outro lado, houve aceleração em Habitação, de +0,64% para +0,69%, em Despesas Pessoais, de +0,02% para +0,37%, e em Saúde, de +0,60% para +0,88%.

Além disso, os preços de Vestuário tiveram leve alta de 0,02% na segunda leitura de fevereiro, após caírem 0,32% na primeira quadrissemana.

Veja como ficaram os itens que compõem o IPC na segunda quadrissemana de fevereiro:

Habitação: 0,69%

Alimentação: 1,40%

Transportes: 2,46%

Despesas Pessoais: 0,37%

Saúde: 0,88%

Vestuário: 0,02%

Educação: 4,87%

Índice Geral: 1,18%