IPC-Fipe ganha força em janeiro

O índice que mede a inflação da cidade de São Paulo registrou alta de 0,94% em janeiro

São Paulo – O Índice de Preços ao Consumidor (IPC), que mede a inflação da cidade de São Paulo, registrou alta de 0,94% em janeiro. Em dezembro, o IPC havia apresentado avanço de 0,65%.

O resultado apurado pela Fundação Instituto de Pesquisas Econômicas (Fipe) ficou dentro do intervalo das estimativas de 15 instituições do mercado financeiro consultadas pelo AE Projeções, que iam de 0,85% a 0,95%, o que gerou mediana de 0,90%.

Na comparação com a terceira quadrissemana de janeiro, o IPC teve uma aceleração, pois o índice apresentou avanço de 0,86% naquela leitura.

A inflação no grupo Educação apresentou o maior salto entre dezembro e janeiro, registrando alta de 6,95% na última semana de janeiro, de 0,07% em dezembro e de 5,01% na terceira semana do mês passado.

Despesas Pessoais também chamou atenção, avançando para alta de 1,96% no fim de janeiro, de 0,79% em dezembro e de 1,51% na terceira leitura do mês.

A alta nos preços também ganhou força em Habitação e Alimentação. Em Habitação, os preços subiram 0,57% na última leitura de janeiro, ante alta de 0,56% em dezembro e de 0,51% na terceira quadrissemana de janeiro.

Em Alimentação os preços subiram 0,70% em janeiro, de 0,65% no último mês do ano passado, embora a leitura da terceira quadrissemana do mês passado apontasse inflação de 0,89%.

A inflação perdeu força nas categorias Transporte e Saúde, sendo que na primeira a alta nos preços foi de 0,60% em janeiro, frente a 0,90% em dezembro e 0,66% na terceira quadrissemana de janeiro. Em Saúde, a inflação desacelerou para 0,34% em janeiro, ante 0,35% em dezembro e 0,36% na terceira leitura de janeiro.

Em Vestuário os preços registraram deflação de 0,25% em janeiro, contra inflação de 0,83% em dezembro. Na terceira leitura de janeiro, a categoria marcava deflação de 0,07%.