IPC-Fipe acelera alta em junho com preços de alimentos e transportes

Índice mede as variações quadrissemanais dos preços às famílias paulistanas com renda mensal entre 1 e 10 salários mínimos

São Paulo – O Índice de Preços ao Consumidor (IPC) de São Paulo acelerou a alta a 1,01 por cento em junho de 0,19 por cento em maio pressionado pelos preços de alimentos e transportes como efeito da greve dos caminhoneiros.

A Fundação Instituto de Pesquisas Econômicas (Fipe) divulgou nesta terça-feira que os preços do grupo Alimentação subiram no mês 3,14 por cento, sobre 0,62 por cento no mês anterior, representando o maior impacto no mês, de 0,7625 ponto percentual.

Já os preços de Transportes aceleraram a alta a 1,01 por cento em junho, sobre 0,59 por cento em maio, com um impacto de 0,1482 ponto no índice do mês.

A greve dos caminhoneiros no final de maio prejudicou o abastecimento de alimentos e combustível, entre outros insumos, afetando os preços em todo o país.

O IPC-Fipe mede as variações quadrissemanais dos preços às famílias paulistanas com renda mensal entre 1 e 10 salários mínimos.